Entrevista exclusiva com o estilista Samuel Cirnansck no último dia do Salão Ambientes Noivas

O estilista paulista queridinho dos famosos, Samuel Cirnansck, fechou com chave de ouro o último dia do Salão Ambientes Noivas, que reuniu nos dias 22 e 23 de julho, uma lista dos melhores profissionais em um grande workshop com muitas palestras informativas cheias de dicas preciosas no Lulla’s Athénée.

E antes mesmo de o evento começar, ainda nos bastidores, batemos um papo super descontraí­do com ele que chegou bem í  vontade e com muita simpatia ao local. Todos os segredos e revelações você confere agora na entrevista exclusiva.23.07.14 Revista Ambientes 02 099Samuel Circansck é paulista, nasceu na cidade de São Paulo e aos 38 anos, já coleciona 15 anos de marca. Trabalha com moda desde 1997, mas começou a fazer os primeiros desenhos aos nove anos de idade. Depois de construir o vestido de formatura da irmã e criar looks para amigos e familiares, a “brincadeira” ultrapassou a paixão e virou negócio. A atriz Marisa Orth foi quem deu os primeiros incentivos para o iní­cio de seus trabalhos com noivas. 23.07.14 Revista Ambientes 02 123Depois de já ter um trabalho consolidado no mercado de vestidos de festas, como foi começar a criar para noivas?

Foi em 2002 e para mim foi uma surpresa trabalhar com tantas noivas e ter que abrir um atelier só de noivas. O vestido de noiva é o mais aguardado da mulher em um determinado momento da sua vida. A mulher começa pelo vestido do batizado, 15 anos, formatura e vem o casamento. Quando nasce a filha, começa tudo de novo. í‰ um ciclo que recomeça na vida dela. Consigo colocar os meus desejos com os desejos delas. Textura, personalidade, informação.

Numa peça da atriz Marisa Orth, ganhei um vestido que ela encontrou num brechó e me deu de presente. Ela ajudou a olhar com mais carinho para as noivas. Com esse vestido, desmanchei e repliquei esse trabalho em jeans, seda e fiz uma coleção inspiração nas noivas com jeans, mas ainda sem fazer noivas. E nessa mesma coleção, tive a minha primeira noiva de verdade como cliente. Aconteceu naturalmente.

Há diferença construir uma peça para noiva ou de festa em geral?

SC – í‰ mais fácil o caminho para vestir uma noiva porque já existe uma definição de cor. Já vamos começar pensando no branco ou off white. E uma outra roupa, temos que colorir. Então desenhar a personalidade da noiva já começa mais fácil.

Você sente diferença vestir famosos e pessoas comuns, principalmente falando de noivas?

SC: As mulheres são todas iguais. As famosas e ricas também se igualam a pessoas comuns. í‰ a mesma mulher que tem um sonho, que está interessada no seu vestido no momento especial. Nada mais conta. O importante é que ela está ali nua pronta pra que eu vista ela. Gosto que elas venham como um quadro negro, brancas, prontas pra que eu coloque a roupa nelas.

Geralmente, elas já vêm com um briefing, algum diretor já fala o que não pode ter, alguma limitação. Elas vêm pautado.

As últimas famosas que vesti foram a Fernanda Lima, com um vestido azul, no programa Super Star, no último episódio. A roupa que ela vestiu na Copa também já veio pautada a cor que deveria ser amarelo. Tem que ser glamouroso, mas não pode ser muito sexy. A Carol Castro foi outra famosa que vestiu uma criação minha recentemente para o Festival de Cannes.

Que tipos de vestidos são mais procurados pelas noivas no seu atelier?

SC: Não existe perfil de noiva que me procura. Atendo mulheres do Brasil todo, então não tem um estilo mais procurado. Sempre tem o modelo sereia, a princesa, o bolo de noiva, etc., sempre vai ter todo tipo, por conta das diferentes personalidades. Tem noiva que quer ser sexy e outras que não querem. As vezes querem renda renascença, outras rendas brasileiras. Querem um vestido exclusivo.

Qual seu ponto forte, seu diferencial?

SC: Deixar a mulher com cara de diva.

Fale um pouco dos diferentes tipos de suas criações.

SC: Faço festas em geral, inclusive, infantil, meninas de um ano vestidas iguais com as mães. Quando crio mãe de noiva e noiva, faço o vestido da mãe parecido com a noiva, um bordado, uma caracterí­stica. Acho legal porque é uma homenagem, é a segunda pessoa mais importante do casamento. Ter esse carinho com a mãe acho importante.23.07.14 Revista Ambientes 02 126Muitas noivas cearenses te procuram?

Meu trabalho no Ceará ainda é tí­mido. A partir desse evento gostaria de intensificar, passar a visitar mais as feiras. No Maranhão tenho mais presença, circulo em eventos que sou convidado e as mulheres me conhecem mais. Já fiz muitas noivas daqui, mas precisamos investir mais na região. Esse é o primeiro evento de noivas que participo em Fortaleza. Já participei do Dragão Fashion, que é um evento de moda.

Quais suas dicas de como a noiva deve escolher seu vestido do grande dia?

SC: A primeira dica é a mulher não querer ser quem ela não é. Tem que ser ela mesma. Precisa saber muito bem quem é você, se é romí¢ntica, punk, rock in roll, se quer casar mesmo. E depois é como você quer ser vista e como quer que as pessoas falem de você no dia do casamento. Esse teste psicológico de saber quem é ajuda a se encontrar e acertar o que quer. O que você usa no dia a dia, seu estilo, se usa cabelo solto, aí­ você vai procurar vestido que vá precisar usar cabelo solto. E por aí­ vai.

Não queira virar uma outra pessoa no dia do seu casamento, você já sabe o que dar certo em você e no dia do casamento vai querer ouvir: “Você está a sua cara”. Porque você acreditou em você e foi lá e criou algo pra você e não para outra pessoa.

23.07.14 Revista Ambientes 02 153
A blogueira Natália Teixeira e Samuel Cirnansck. Foto: Clécio Albuquerque

Nossos agradecimentos especiais para Liduí­na Figueiredo, da Pah Comunicação; Poliana, da Sucesso Eventos e Clécio Albuquerque e claro, ao próprio Samuel, que desde o primeiro contato foi muito gentil e atencioso e nos recebeu com tanto carinho.

Beijos!

More about

Leave a Reply

Deixe uma resposta