Quando o amor está acima de tudo…

Não é porque estou noiva que meu coração está mais derretido ainda… Mas muitas histórias e pessoas me emocionam, de verdade! Essa história que eu vou contar, realmente me fez lembrar da minha mãezinha, que casou cedo, com 19 anos, grávida da minha irmã. No caso dela, não deu certo, a separação veio logo depois da precipitação (essa é uma outra história…).

Mas com esse casal lindo, muito fofo mesmo, que vou contar para vocês, foi e é completamente diferente…

Sabe quando os olhos brilham quando a pessoa fala de outra? Que aliás, não para de falar lembrando de tudo… do jeito…do que ele gosta de comer, de fazer, de como é “lesado” e “bobo”… Melhor ainda, sabe quando existe ainda uma pequena, nem tão pequena assim mais, que está completando HOJE, 7 aninhos, que só dar orgulho aos papais, é inteligente, esperta, cheia de vivacidade… quando a mãe fala nela, dá vontade de ter uma filha na mesma hora. í‰ orgulho demais!

Pois bem, estou falando da minha amiga jornalista Carol…Que guarda em seu olhar e em seu coração, os mais puros sentimentos pelo marido e pela filha, esta, que surgiu em seus apenas 17 anos. E estamos aqui hoje, para contar essa história especial que transformou a vida de dois adolescentes de 17 anos que casaram e hoje formam uma nova famí­lia cheia de amor, cumplicidade e doação. O nosso muito obrigado ao casal, que se dispôs a contribuir com o blog. Confiram a entrevista a seguir…

CASAMENTO 2.0 – Quais foram as principais dificuldades encontradas no momento que vocês souberam da gravidez? E em que momento foi tomada a decisão sobre o casamento?

CAROL - Bom, a primeira dificuldade foi acreditar no que estava acontecendo. Foi tudo tão de repente… E claro que bateu logo aquele medo. Medo de tudo. De como seria a reação da famí­lia, de como eu iria conseguir criar um filho, de como eu ia conseguir passar no vestibular (soube da gravidez um dia depois de ficar sabendo que não tinha passado no vestibular)… e a lista só ia crescendo… Em relação í  decisão sobre o casamento, nós já tí­nhamos pensado como seria ainda enquanto eu estava só na dúvida da gravidez. Logo no dia em que fiz o teste, minha famí­lia conversou comigo e disse que me apoiaria em qualquer decisão. A gente achou que seria importante passarmos por tudo juntos e construir nossa famí­lia. Realmente nossas famí­lias apoiaram demais! Não sei como teria sido sem eles.

CASAMENTO 2.0. Naquele momento, o que significava CASAMENTO para vocês?

CAROL – Na época eu nem imaginava o que era o casamento! Acho que a gente só tem noção mesmo quando casa. Principalmente quando se tem 17 anos. Não acho que foi “apenas” uma conseqí¼ência. Claro que eu casei naquele momento, tão cedo, porque estava grávida, mas sempre sonhei em casar com o Caio (meu amorzinho!). Mas realmente não sabí­amos o que vinha pela frente. O casamento é bem diferente do namoro. A gente tem que se adaptar a novas situações, ser mais flexí­vel. E tudo fica mais complicado quando se trata de duas pessoas novinhas como nós éramos e com um bebê pra chegar. Mais ainda, quando os dois ainda são estudantes! Rsrs No fim das contas, acho que a gente fez a lição direitinho e, por isso, chegamos aos sete anos super bem! Não mudaria nada na nossa história!

CASAMENTO 2.0 – Se você pudesse mudar alguma coisa na festa de casamento planejado tão rapidamente, o que mudaria?

CAROL – Meu casamento foi organizado em dois meses, acreditem! Uma loucura. Não pude planejar nos mí­nimos detalhes. Não pude escolher demais. Mas tudo foi simples e lindo. Só mudaria uma coisa: eu teria aproveitado mais a festa. Acabei tirando fotos demais, andei para um lado e para o outro fazendo “social” com quem nem conhecia. Se fosse repetir a festa, eu iria dançar, curtir mesmo! Afinal, é só uma vez na vida, gente! (eu acredito nisso)

CASAMENTO 2.0 – Você sonhava casar em que momento da sua vida? Havia planejado a idade?

CAROL – Na época, com 17 anos, eu pensava que “um dia” queria casar com o Caio, mas nunca pensei em datas, nem fiz planos sobre isso. Na verdade nem conseguia me imaginar na faculdade ainda, quanto mais casando! (Risos)

CASAMENTO 2.0 – Hoje, com 7 anos de casada e uma filha dessa idade, o que você considera que foi determinante para tudo ter dado certo no casamento?

CAROL – Em primeiro lugar, acredito que quando a gente tem um filho, vem uma força e uma determinação não sei de onde. Acho que isso já ajudou bastante para que a gente se concentrasse no que importava e deixasse as besteirinhas chatas que todo casamento tem de lado. Com certeza, o fato de sermos muito apaixonados um pelo outro, também contribuiu. í‰ isso que faz com que a gente tente entender o outro, tente sentar e buscar uma solução para as coisas. í‰ o que faz com que a gente queira ver o outro sempre feliz. E no meio disso tudo eu destacaria a paciência! Sabe aquela frase: muita calma nessa hora? í‰ a cara do casamento! A gente tem que ter paciência para enfrentar os momentos ruins, desde o mais simples ao mais complexo. Paciência e compreensão estão entre as cartas principais do jogo!

CASAMENTO 2.0 – O que acha fundamental conter numa receita de sucesso para um casamento feliz?

CAROL – Receita, infelizmente não tem. Mas nesses anos, eu percebi que a gente é que faz o momento. Quando namoramos, deixamos o encontro com o namorado só para coisas boas. í‰ a hora de esquecer os problemas e aproveitar o momento. E porque não fazer isso no casamento? Quando estamos casados, é comum chegar em casa do trabalho, cansado, de mau humor e dar logo uma “patada” no marido ou na esposa. Isso vai desgastando a relação. Claro que algum dia a gente vai chegar em casa assim, não tem jeito, mas isso não pode virar rotina. Se estivermos preocupados ou tristes, o melhor é conversar e não descontar no outro. Parece óbvio falar isso, mas quando estamos nessa situação, dificilmente atentamos para isso. A rotina do casamento é um pouco cansativa, mas a gente pode deixá-la sempre melhor. Basta fazer um esforço com todo carinho (e paciência) que dá tudo certo!

CASAMENTO 2.0 – Qual foi a maior lição de vida que você teve com essa experiência?

CAROL – Olha gente, não ia dizer, mas meu marido comentou aqui que a lição é…usar camisinha! (Rs) Muito engraçadinho ele, né? Agora falando sério. Em primeiro lugar, aprendi a acreditar em mim. Aprendi que sou mais forte do que imaginava. Aprendi a escutar com o meu marido, a ceder (por mais que ele negue), a dividir, compartilhar, planejar junto. Com a minha filha, aprendi que criança pode ser muito mais sábia do que a gente imagina, que a gente deve ouví­-las, conversar mesmo. Ela já me ensinou muito… Principalmente a ver as coisas um pouco mais “coloridas”.

CASAMENTO 2.0 – Que dicas você daria para um casal que se planeja se casar?

CAROL – Bom, eu digo logo que não escute muito os outros! Rsrsrs Isso porque a maioria das pessoas, diz que é muito difí­cil ou diz que é um mar de rosas. Nenhuma das alternativas anteriores está correta. O importante é entrar nessa nova fase aberto í s mudanças, consciente de que muitas coisas serão diferentes, que você terá que ceder um pouco, mas que isso não quer dizer que vai ser ruim ou que você vai se anular. A matemática, nesse caso, é somar e dividir, nunca diminuir! Para nenhum dos dois. Para manter aquele romance, aquele clima apaixonado, uma dica é pensar em tudo o que você mais gosta no seu namoro. Pode fazer até mesmo uma lista, escrevendo tudo mesmo. Essa lista vai te lembrar de manter essas coisas depois do casamento. Gente, sempre pensei nisso, mas a idéia da lista só veio agora! Vou já fazer a minha lista do que eu mais gostava no namoro para colocar em prática! Bem, a parte do planejamento da festa eu deixo para o blog Casamento 2.0 aconselhar! Ela dá de mil a zero em mim nesse quesito!

CASAMENTO 2.0 –  Que dicas você daria para um casal que possa passar pela mesma situação de vocês?

CAROL – Para quem é jovem demais, vai ser papai ou mamãe e embarcar no casamento, a dica é acreditar na força de interior. Ela existe mesmo que a gente não saiba. Se houver muito amor na relação, o casal já tem o principal. O resto é questão de tempo, dedicação e paciência para dar certo! í‰ uma jornada longa e cheia de obstáculos, mas quando passamos por ela com quem a gente ama, tudo fica melhor.

More about

Comments

  1. Responder

    […] This post was mentioned on Twitter by Natália Teixeira, Natália e Rafael. Natália e Rafael said: Novo post publicado no blog: Quando o amor está acima de tudo… http://bit.ly/ctc6pr […]

  2. Responder

    Linda história… Emocionante!
    Deus abençoe essa família…

    AMEI
    Bju naty

  3. Responder

    Adorei a matéria!! Parabéns pro blog. Como sempre, tudo pensado e feito com muito carinho e dedicação! Beijos, Liana.

  4. Responder

    Naty, onde tu arranjou esse casal tão lindo e com essa princesinha no meio? kkk Ei, adorei como ficou, viu? Tinha que ser no teu blog pra ficar tão lindo! Bjooo!

  5. Responder

    Naty, adorei seu site a linda história de Carol & Cia…
    Saudades linda e parabéns pelo o seu blog…

Leave a Reply

Deixe uma resposta